Os 4 Elementos da Natureza na Arteterapia

Atualizado: Out 8

Atualmente percebemos os 4 elementos da natureza e suas funções no corpo humano representando as necessidades fundamentais da vida às quais pertencem. O ar é o elemento imprescindível da nossa respiração; o fogo é manifestado nos impulsos elétricos cerebrais e na temperatura do organismo; a água que constitui 70% da nossa massa corpórea é a responsável por todos os fluidos e fluxos corporais e a terra é reconhecível na composição dos ossos e carne.


Tudo que nos cerca está vinculado simbolicamente aos 4 elementos como cores, formas, pedras, objetos, lugares, signos, alimentos, órgãos humanos, músicas e instrumentos musicais, utensílios, personagens, figuras mitológicas, formas de expressão, entre outros, estabelecendo uma analogia entre o material tangível e a energia psíquica.


Elemento Ar:


O Ar representa o nosso potencial de sonhar e criar imagens para depois se configurar em projetos.

Ligado a pensamentos, elaborações, a ordenação, a organização, classificação, mensuração favorece a coordenação de ideias, linguagem, da aprendizagem, do cognitivo.

O ar é o símbolo da liberdade, da expansão, da comunicação e da criação.


Elemento Terra:


O elemento Terra promove a sensação, nos traz a matéria, a estabilidade, a percepção da realidade e tudo que nos fornece base e suporte para o crescimento. Refere-se a tudo que assume uma forma definida, que ocupa um lugar no espaço e, de modo profundo, ao nosso posicionamento existencial.

A Terra é firme, dá a sensação de proximidade com a realidade. É um símbolo ligado às raízes e às bases da humanidade.

Dos 4 elementos, a Terra é o mais físico deles e sobre ela todos os três se apoiam. Sem a terra a vida como conhecemos não existiria. O elemento Terra possibilita a estruturação psíquica, permite percepções de sensações/fenômenos e favorece a imaginação criativa.


Elemento Água:


A Água nos remete as nossas emoções, aos nossos sentimentos, a nossa origem, ao começo, ao nascimento, ao feminino, aos movimentos circulares, as curvas do corpo feminino, a expansão, etc...

A água nos remete a flexibilidade, fluidez, frescor e relaxamento.

A dimensão do feminino nos permite acolher, germinar, gerar e nutrir novas propostas, projetos. Fonte de vida, a água é centro de Regenerecência e meio de purificação.


(CHEVALIER & GHEERBRANT, 2003; CIRLOT, 2005; FINCHER, 1991; LEXI-KON, 1994).


Elemento Fogo:


O fogo está ligado à capacidade de iluminar aspectos de nossa realidade, sejam positivos ou negativos. Entendem-se como negativos os conteúdos não trabalhados, não esclarecidos. Basta, porém, clareá-los para deixarem de ser desconhecidos e passarem a ser integrados. Aliás, a integração é um processo de clareza pessoal.

O fogo está ligado à intuição, motivação, emoções ardentes, criatividade, confronto, transformação, dinamismo, autoconfiança, coragem, heroísmo e realização.

O fogo permite entrar em contato mais rápido com a luz. Ele possibilita a iluminação dos aspectos negativos, sombrios etc.. O fogo é um símbolo purificador, regenerador e transformador.


(CHEVALIER & GHEERBRANT, 2003.)


por Fabíola Gaspar _______________________________________________________________________

Texto retirado da apostila da Psicóloga e Arteterapeuta Fabíola Gaspar no curso de Pós Graduação de Arteterapia do NAPE.

50 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo