Desenho: Um Retrato do Mundo Interno

por Fabíola Gaspar


Uma das funções do desenho é evocar a forma, a estrutura, a essência dos objetos e também dar forma às lembranças, sonhos, emoções. “O desenho fala, chega mesmo a ser uma espécie de escritura, uma caligrafia”, dizia Mário de Andrade. “A criança desenha para falar de seus medos, suas descobertas, suas alegrias e tristezas”. O desenho é um processo que permite que as imagens sejam clareadas, reexaminadas. A partir daí podemos corrigir ideias errôneas.


•Estimula a expressão de ideias, ideais.

•Desenvolve o raciocínio

•Favorece o senso de organização interna e externa


•Estimula a psicomotricidade

•Favorece o desenvolvimento da coordenação viso - motora e espacial

•Exercita a memória


•Pode também, com técnicas específicas, favorecer a descarga de tensão e da agressividade

•É ideal para quem tem dificuldade em se comunicar e se posicionar


O desenho objetiva a forma, a precisão, o desenvolvimento da atenção, da concentração, da coordenação viso-motora e espacial. O desenho também concretiza alguns pensamentos e exercita a memória, bem como está relacionado ao movimento e ao reconhecimento do objeto e tem a função ordenadora (Valladares, 2000/2001; 2001; 2003; 2004a e b; 2005).



Texto retirado da apostila da Psicóloga e Arteterapeuta Fabíola Gaspar



Posts recentes

Ver tudo